Os 9 tipos de programadores e por que alguns são melhores que outros 😀

Tempo de leitura: 3 minutos

O jovem gênio

A pessoa que está mais animada sobre “a próxima novidade” de toda a equipe. Quase sempre um jovem do sexo masculino que sabe muito mais sobre programação do que deveria, gastando 90% de seu código de reserva.

Ele sempre segue as tendências e “as próximas grandes coisas”, então sinta-se à vontade para conversar com eles sobre Machine Learning, componentes Web, aplicativos da Web progressivos (pwa) ou renderização do lado do servidor. Esse tipo também é chamado de computador, já que eles podem apenas olhar para um código, entendê-lo e processá-lo como um computador com uma capacidade natural rara de fazê-lo, geralmente muito bom em matemática.

O lento

O tipo que todos nós não podemos ver enquanto codificamos. Alcançar 30 palavras por minuto é uma ocasião rara para eles.

O hipster

Usa JavaScript, python, ferrugem ou swift. Códigos com as melhores convenções de programação, mantém o código bom e limpo. Sempre usa um bom editor de código e não escreve uma linha de código no notepad ++.

O cientista de dados

Conhece python e nada mais. Adora matemática e é muito bom nisso. Gosta de estatísticas e gosta de mexer com imagens.

Ninja

Chamados de ninjas, mas não por causa das habilidades que eles possuem, mas porque ninguém sabe que eles estão na equipe, eles simplesmente não podem codificar. Eles continuam se escondendo nos cantos mais escuros até serem demitidos.

A prova de que um diploma não significa nada
1) Não se importa com a segurança de senha
2) Não tem idéia do código limpo, porque esse tipo nunca o escreveu.
3) Mostra que um diploma significa basicamente nada

O especialista em segurança

Sabe tudo sobre segurança. Frequentemente usa o Kali Linux e não se preocupa com ética. MITM, aircrack-ng e curl são seus amigos todos os dias, como ele basicamente hacks para se divertir.

O sábio

Embora tenha muito conhecimento e experiência teóricos, trabalha menos do que os jovens e qualificados, ao mesmo tempo em que são pagos em excesso. Não tem idéia sobre as tendências mais recentes e só usa C, C ++, Fortran e Pascal.

O fanático
Esse tipo usará sua linguagem ou estrutura favorita para tudo, o tempo todo. Eles nunca vão pensar em mudar acreditando que seu ferramental é melhor. Eles praticamente sempre conhecem uma língua e nunca tentam aprender outra. Eles geralmente estão mais focados na sintaxe e nas bibliotecas do que na criação de aplicativos, jogos, sites ou o que fazem.

b̫nus РO gastador de dinheiro

Esta é a pessoa que gasta MILHARES em campos de inicialização e tutoriais e nunca consegue colocar um único aplicativo em produção.

Conclusão

Embora hoje não tenhamos programadores suficientes, e muitos desses programadores não qualificados que não ajudam e/ou não trabalham, têm pouca capacidade de comunicação ou são apenas tóxicos. Eu sei que trabalhar com um time com um deles pode atrasar todo o projeto ou até mesmo destruir o próprio time. Portanto, sugiro você realizar uma auto-avaliação da sua trajetória, condição atual e projeção de futuro, para que você, seja lá em qual time esteja, sempre possa contribuir da melhor maneira.

Gostou do conteúdo? não deixe de seguir a uebile nas redes sociais, pois toda semana tem post novo aqui no blog com mais dicas para o seu impulso digital.