Design Driven Innovation

Tempo de leitura: 4 minutos

O chamado Design Driven Innovation, também conhecido como Design guiado pela Inovação, é um campo da área de Gestão do Design que vem apresentando cada vez mais modelos mais avançados de Inovação. Inovação essa que é guiada pelos profissionais de design e suas respectivas criações.

O Design Driven Innovation apresenta algumas peculiaridades em relação ao modelo de inovação mais tradicional de design. Existem muitas semelhanças entre o modelo mais tradicional de inovação em design e o Design Driven Innovation.

Porém, apesar das semelhanças, também há muitas diferenças. A principal dessas diferenças talvez seja o fato de que o Design Driven Innovation passa a considerar que o Design é uma ferramenta mais independente dentro de um processo de inovação. Saiba mais sobre o Design Driven Innovation a seguir.

Contexto

Atualmente, os processos de Inovação tem um papel fundamental para que as empresas consigam aumentar a sua respectiva capacidade de produção. Afinal, é por meio da Inovação que muitas novas técnicas e novos conhecimentos são criados e compartilhados através da tecnologia disponível.

É assim que o potencial econômico de um mercado se desenvolve e ajuda a criar novos produtos e novos métodos de operação para a cadeia produtiva das empresas. Nesse contexto, a criação e a transmissão de conhecimento são essenciais para o crescimento e o desenvolvimento econômico, seja qual for a região.

Os processos de Inovação influenciam diretamente na rotina de uma empresa. A Inovação pode influenciar desde o faturamento de uma empresa até o aumento da sua eficiência e produtividade.

Vários especialistas em tecnologia estabelecem uma relação muito próxima entre a criação de novos produtos e o desempenho de mercado de uma empresa.

Isso porque quando novos produtos são lançados, uma empresa tende a conquistar mais parcelas do mercado no qual ela está inserida. Além de conquistar novas fatias de mercado, ela também consegue manter as que já tem, o que é muito importante para qualquer negócio.

E é assim que o mercado começa a pressionar para que uma empresa, independente do mercado e do seu porte, aumente os seus investimentos em novos produtos. Mais do que a pressão para criar novos produtos, há uma pressão para agilizar esses lançamentos.

Ou seja, não basta empenhar-se em criar novos produtos. É preciso lançar esses produtos antes o que seu concorrente o faça também.

Design Driven Innovation

Quando a concorrência entre empresas de um mesmo mercado vai aumentando, o design chega para dar vantagens competitivas ao produto ou serviço da empresa.

O Design, então, passa a ser usado como uma técnica para diferenciar produtos e bem posicioná-los no mercado. Essa é, na verdade, a técnica mais tradicional do design de inovação, pois considera que o design é apenas uma das ferramentas existentes para diferenciar um produto.

Algumas propostas mais novas, como o Design Driven Innovation, tratam essa relação entre o design e os novos produtos de forma diferente.

O Design Driven Innovation pode surgir ao individualizar as necessidades dos clientes que consomem o produto. Pode implicar também em usar uma nova tecnologia para um produto que nunca precisou dela até então.

Em resumo, a técnica do Design Driven Innovation consiste em criar um novo significado para um produto, e conseguir fazer com que esse novo sentido esteja traduzido em seu design.

Os clientes também compram conceito

O Design Driven Innovation é uma abordagem inovadora que se baseia na ideia de que os clientes não apenas compram produtos ou serviços. Os clientes também compram o conceito.

E é nesse conceito que as necessidades dos usuários são satisfeitas com a experiência, e não apenas pelo seu formato e função.

Os significados que um produto ou serviço pode ter para os seus clientes envolvem as memórias que eles remetem, a sua utilidade e, especialmente, a qualidade de manuseio e de satisfação.

Eles podem determinar o quanto o cliente se identifica com o produto ou serviço que adquiriu, e o quanto esse produto ou serviço pode fazer parte da sensação de identidade do cliente.

Um produto ou serviço pode ganhar significado ao incorporar metas, habilidades e conseguir moldar a identidade dos seus clientes em seu respectivo design.

Gostou do conteúdo? Não deixe de seguir a uebile nas redes sociais, pois toda semana tem post novo aqui no blog com mais dicas para o seu impulso digital.