As 3 mentiras impedindo você de aprender a “codar”!

Tempo de leitura: 5 minutos

Senhoras e senhores, puxem suas cadeiras, acomodem-se e prestem atenção, pois trago verdades!

Digamos que eu nunca fui um bom exemplo de programador. As disciplinas de código eram as mais complexas e sempre me deixavam tenso nas provas. Para ajudar ainda mais, meus colegas que tinham facilidade já trabalhavam com isso e falavam que nas empresas, era completamente diferente da faculdade.

Hoje, anos depois de me formar e trabalhar com isso aqui na uebile, vi que precisava expor minha realidade com um único objetivo: ajudar muitos outros futuros desenvolvedores a mergulhar nesse mundo sem medo.

Quando você se vê como uma “pessoa normal” (leia-se: não é super inteligente) e também é um desenvolvedor de software de sucesso (sucesso é relativo não é mesmo?!), muitas pessoas perguntam qual é o seu negócio.

Com um diploma em Sistemas de informação, uma vida em desenvolvimento de software não era exatamente o que eu esperava. Eu simplesmente tomei a opção menos ruim na minha carreira, até o ponto em que as pessoas estavam pagando dinheiro para o que eu conseguia codificar.

Com esse tipo de experiência, não é de admirar que eu seja um grande evangelista da seguinte frase: Qualquer um pode aprender a codificar!

Mas a maioria não.

A realidade é que a maioria das pessoas construiu que desenvolver é o semideus do medo. E todos esses medos derivam da ideia de que “eu não sou bom o suficiente”.

Então, eu estou aqui hoje para ser um idiota e dizer por que você está errado.

Mas, de um jeito legal.

Eu tenho que ser bom em matemática

Isso é tão ridiculamente falso que dói.

Quando eu estava na escola, eu era ruim em matemática. Apesar dos números não serem “grego” pra mim, biologia era a matéria que mais me dava bem.

Alguns anos depois e um mais tarde, e sou um desenvolvedor de software completo.

Como? Não foi ficando melhor em matemática.

A realidade é que a matemática não é mais tão importante. Claro, no dia em que estávamos escrevendo em estruturas binárias ou de construção – a matemática era um grande negócio. Mas agora, fora do Machine Learning e da universidade, você não verá muita matemática que não conhece.

Você pode contar até dez e saber seus horários? Parabéns, você já conhece matemática suficiente para ser um desenvolvedor de software. Por favor, pegue seu certificado na porta.

Eu não estou dizendo que a desenvolver é “fácil”. Não é, é muito trabalho para aprender. Mas também não é um carregamento aleatório de texto aleatório verde da matriz. É uma linguagem, e se você dedicar um tempo para aprender os conceitos, um por um, você conseguirá.

Quero dizer, dê uma olhada neste site… é, no blog mesmo. É muito bonito, não é? Eu estou dizendo a você, a matemática que usamos no site – qualquer garoto com um ábaco pode fazer. Mas você sabe o que aquele garoto não pode fazer? Escolher as cores certas. Pensar no fluxo do usuário. Decidir as fontes e tamanhos corretos. Entender como desenhar o usuário.

Há carreiras inteiras em engenharia de software como essa.

Carreiras onde você não vai tocar em matemática. Mas de onde você tirará aquele livro de caligrafia que sua mãe pegou todos os dias. Onde o tempo que você passou lendo revistas inúteis irá ajudá-lo a planejar melhores layouts. Onde todos esses anos jogando Xbox irão ajudá-lo a pensar mais logicamente.

A web é arte e o código é simplesmente um pincel.

Eu não sou inteligente o suficiente

De Zuckerberg a esse cara estranho do Vale do Silício, nossa idéia coletiva do que é um engenheiro de software, começa e termina com esse estereótipo gênio nerd.

Eu não estou aqui para dizer que eles não existem. Existem!

Eles também são como 1% de todos os engenheiros de software. Para cada adolescente genial que vive em um beliche no vale, há centenas de pessoas comuns construindo coisas legais.

Pense no Airbnb – uma das maiores startups de software da última década. Ok, talvez agora eles sejam um unicórnio e tenham tempo para fazer coisas complexas. Mas quando eles eram uma empresa de cereais, o MVP deles era algo que qualquer pessoa com Rails poderia fazer.

Eu não estou tentando tirar o mérito do que eles construíram. Mas você não precisa reescrever o JavaScript em sinais de fumaça ou projetar algoritmos no Google para ser um programador. Você pode ser um simples cara, ou moça, construindo coisas legais em seu quarto.

Eu não tenho a mentalidade certa

Muito da programação gira em torno de lógica e isso, é apenas capacidade de raciocinar sobre os problemas. É simplesmente uma habilidade geral de vida e não uma atribuição relacionada a uma habilidade matemática.

E claro, a lógica é muito importante. Mas também pode ser aprendida. Existem livros que ensinam a razão e o método científico, e os enigmas lógicos online que você pode fazer. Até mesmo a leitura de blogs por outro programador lhe dará uma visão de como eles o fazem.

Mas aqui está o segredo: existem outras habilidades mais importantes que a lógica.

Você sabe o que mais é importante?
Comunicação.
Tempo de descanso.
Gestão de Pessoas.

Digamos que você leia isso aqui e se motive a começar sua carreira, eu sinceramente desejo todo sucesso do mundo! Você é agora um programador novato. Mas se você puder ser capaz de se comunicar com outros desenvolvedores e gerentes, saber organizar suas tarefas em um projeto e manter os prazos, você certamente terá pessoas que irão te ajudar a trabalhar duro para construir coisas legais.

Então meu amigo, você terá um futuro brilhante.

Gostou do conteúdo? Não deixe de seguir a uebile nas redes sociais, pois toda semana tem post novo aqui no blog com mais dicas para o seu impulso digital.